Quem Somos

Baseada em São Paulo e no Tocantins, a HL Filmes tem seu foco principal na produção de filmes documentários e séries para TV, com dedicação especial a explorar e divulgar a região Norte do país, em toda sua diversidade cultural, geográfica e econômica, como também favorecer a sua inclusão nos contextos das questões globais.

Atualmente, produz seis seriados documentais para TV e dois longas-metragens documentais televisivos: as séries Pensamento Contemporâneo (7×26) e o longa A Idade da Água, de Orlando Senna, para o canal CINEBRASiLTV; Cinema em Transe (10×26), para o canal Prime Box Brazil; além das séries produzidas no Tocantins Fashion Amazon (11×26), para o canal Fashion TV, e Na Força da Lei (13×26), para o CINEBRASiLTV, e para o mesmo canal o longa Sol da Bahia, de Orlando Senna.

A série Cineastas – 1ª Temporada (10×45) estreou no canal Prime Box Brazil em outubro de 2017, e a série Guerra do Araguaia (3×52), em novembro de 2017, no canal CINEBRASiLTV.

No Tocantins, produz a série de ficção Luziléia, de Eva Pereira, diretora de Suicídios Indígenas, e a série documental A Revolta dos Perdidos, de Hélio Brito.

Em 2009, realizou o documentário Dona Militana – A Romanceira dos Oiteiros, ganhador de prêmios em festivais de cinema e adquirido pelo Canal Brasil. Em 2009 também, coproduziu três curtas-metragens de jovens realizadores de São Paulo. Em 2011, produziu o longa-metragem Soldados a Caminho do Puteiro – Memórias de uma Guerra quase Imaginária, que participou de vários festivais e foi licenciado pelo CINEBRASiLTV.

Desde 2011, produz o seriado Pensamento Contemporâneo, baseado no programa “Café Filosófico” e “Invenção do Contemporâneo”, da TV Cultura, já tendo realizado 7 séries documentais.

Produzindo o que é relevante para o Brasil

PROJETOS EM DESENVOLVIMENTO E EM PRÉ-PRODUÇÃO

O que vem por aí...

A Curva do Vento

Longa de ficção, com direção e roteiro de Orlando Senna, que traz um duelo mortal entre um pistoleiro estrangeiro de alta competência e um garimpeiro com mais de 90 anos, uma lenda viva na Chapada Diamantina.

Salve a Diversidade!

Documentário-manifesto, ancorado por Gilberto Gil e Juca Ferreira, é um alerta global sobre os riscos à diversidade cultural do planeta.

Neste Lugar da Terra

Primeiro longa de ficção do diretor Hermes Leal, é um drama existencial denso, que expressa a existência humana e as relações entre as pessoas fora do mundo de consumo e das regras civilizatórias em culturas diferentes.

Diretores

Hermes Leal

Hermes Leal nasceu em Araguaína (TO), passou parte da infância e adolescência no sertão do Tocantins, na divisa do Estado com o sul do Maranhão. Tem um currículo ligado ao cinema documental e direção de seriados.

É jornalista formado na Universidade Federal de Goiás; Mestre em Cinema, pela ECA (USP); Doutor em Semiótica, na Faculdade de Filosofia e Letras da USP; escritor de romances e biografias (seis livros publicados), criador e editor da Revista de CINEMA, uma das principais publicações culturais do país, que circula há 16 anos.

Experiente diretor de TV e cinema, foi diretor de programas na Rede Manchete, onde trabalhou por 10 anos, além de passagens pela Rede TV, SBT e Record. Entre inúmeros programas que dirigiu, destaca-se a série “Na Rota do Crime”, o primeiro reality policial no Brasil e líder de audiência no horário.

Produziu três seriados com recursos já aprovados e liberados pelo FSA: “A Guerra do Araguaia”, seriado documental em 6 episódios, para o canal CINEBRASiLTV, “Cineastas”, seriado documental em 10 episódios, e “Cinema em Transe”, com 10 episódios, estes dois últimos para o canal Prime Box Brazil.

Produz também os longas-metragens documentais “A Idade da Água” e “Sol da Bahia”(CINEBRASiLTV), e o seriado documental “Sexo e Ditadura” (Canal Brasil), todos do cineasta Orlando Senna.

Realiza uma série de documentários a partir do “Café Filosófico”, programa exibi­do pela TV Cultura, entre eles, “Raízes da Democracia”, um resumo de dois séculos de política, “A Invenção de um Novo Modo de Viver”, sobre a questão da susten­tabilidade no mundo atual, “Ecos de Maio de 1968”, sobre o que restou deste movimento, “Pensamento Rebelde e Loucura”, baseado nas ideias dos filósofos de Foucault, Derrida e Deleuze, “Evolução nas Artes”, que percorre um século através da literatura, cinema e artes visuais, “Sob o Domínio do Vício”, sobre os danos causados pela recompensa e prazer adquiridos através das drogas, e “O Sofrimento do Brasil – A Vida em Forma de Condomínio”, uma diagnóstica social do Brasil vista pelo foco da psicanálise.

Leal dirigiu e roteirizou importantes documentários, entre eles “O Quilombo Perdido”, “Censura e Liberdade de Expressão” e “Dona Militana – A Romanceira dos Oiteiros”, sobre a nossa última romanceira original, moradora do Rio Grande do Norte, que guardava de memória as raízes de nossa cultura e folclore. O filme recebeu bons prêmios nos mais de 20 festivais em que participou em 2010.

Em 2011, realizou um documentário de longa-metragem, “Soldados a Caminho do Puteiro – Memórias de uma Guerra Quase Imaginária” (roteiro e direção), que denuncia o genocídio na Guerrilha do Araguaia. O filme participou de importantes festivais, incluindo a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Livros de Hermes Leal

As Paixões na Narrativa

Editora Perspectiva, 2017

Manual com teoria inédita para o roteiro e desenvolvimento de personagens

Antes que o Sonho Acabe

Geração Editorial, 2014

Romance baseado em fatos reais, no final da década de 1960, em pleno sertão amazônico, numa cidadezinha “desconectada do mundo”, às margens do rio Tocantins, sobre o triste episódio de caça aos comunistas, mas a história de um adolescente sonhador.

O Homem da Montanha

Editora Imesp – Coleção Aplauso, 2008

Biografia do cineasta Orlando Senna, ex-Secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura, autor de filmes como “Iracema, uma Transa Amazônica” e um dos fundadores da escola de cinema cubana.

O Enigma do Coronel Fawcett, a Verdadeira História do Indiana Jones

Ediouro e Geração Editorial, 1996 – 4ª edição, 2008

Primeira biografia do coronel inglês que desapareceu nas florestas brasileiras quando procurava uma cidade perdida.

Faca na Garganta

Geração Editorial, 1998 – 2ª edição, 2007

Espécie de Romeu e Julieta do século 21. Um livro que, sem dúvida, divide opiniões – embora tenha sido até mesmo adotado e discutido abertamente em escolas modernas.

Quilombo, uma Aventura no Vão das Almas

Editora Mercuryo, 1995

O relato de uma aventura num sertão isolado, no coração do Brasil.

Outros diretores

Orlando Senna

Cineasta e escritor, Orlando Senna dirigiu filmes de ficção ("Iracema – Uma Transa Amazônica", "Diamante Bruto", "Gitirana") e documentários, escreveu roteiros ("Ópera do Malandro", "Coronel Delmiro Gouveia") e romances ("Um Gosto de Eternidade", "Os Lençóis e os Sonhos"). Foi diretor geral da Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba e da TV Brasil, diretor presidente da TAL-Televisão América Latina e Secretário Nacional do Audiovisual. Participa do conselho superior da Fundación del Nuevo Cine Latino-americano.

Lourival Sant'Anna

Diretor de documentários na 2F Fact-Finding Films, repórter no aplicativo "Exame Hoje", colunista e autor de blog no "Estadão" e comentarista de assuntos internacionais da Rádio CBN. Foi repórter especial do jornal "O Estado de São Paulo", entre 1998 e 2000 e entre 2001 e 2015. Nesse período, fez coberturas em 60 países, incluindo todos os da América do Sul, com exceção da Guiana e da Guiana Francesa, nas Américas do Norte e Central, Europa, África, Oriente Médio e Ásia.